quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Os mitos e verdades da dentição...


Os médicos nunca concordaram comigo e nem as mães mais novas, é a nova geração de mamães complicando o que as antigas descomplicaram. As dentições do bebê trazem uma fragilização do organismo e na imunidade, nisso os médicos concordam. Porém acredite; Admitam ou não, acarreta na maioria dos casos desconfortos, debilidades e doenças comuns a esta fase. A dentição da minha filha veio acompanhada de resfriados, secreção que não se acaba. Mas já ouvi casos tratados hoje em dia como viroses como diarreia, vômitos e muito mais comum que se possa imaginar urticária. Pois é! Hoje tudo é virose. E antes que nos mamães de hoje em dia piremos é melhor escutar os conselhos e observações das mais antigas. Ainda sim, se seu bebê está com qualquer um desses quadros, consulte seu pediatra. Entre cinco e oito meses o bebê começa a fase da dentição e além de quase sempre apresentarem fadiga, falta de apetite, e muito choro. Comumente entramos em pânico. Decorrem também alguns sintomas que já relatei. E se você já consultou o pediatra e não resolveu, tenha paciência, tudo ira passar tranquilamente assim que o primeiro dentinho apontar. Uma dica que posso oferecer é que nem toda á crendice popular é absurda, de verdade existe muita sabedoria nesses antigos cuidados com os bebês. No restante é oferecer ao bebê bastante líquido, frutas e manter sempre sequinho para ficar longe das assaduras e urticarias. Além de dar-lhes mordedores de preferência àqueles gelatinosos que você pode por na geladeira e ajudara a aliviar a coceira na gengiva do bebê. Na falta de apetite opte pelos alimentos que o bebê mais facilmente aceita. Nessa fase é comum eles trocarem os alimentos mais sólidos ou pastosos pelos líquidos.  Quase sempre estarão preferindo o mingau. Uma boa dica é fazer suquinhos geladinhos também ajudam com a irritação da gengiva, Além de deixarem seu bebê bem hidratado.  E vamos lá, muita paciência, pois as horas de sono também podem diminuir por causa da irritação. O bebê vai estar bem manhoso e você pode sim deixar tudo um pouco de lado para curti-lo mais um pouco, se ele ainda mamar você estará com sorte. A crise da dentição é controlada mais facilmente com o contato no aleitamento e a nutrição e imunização através do leite da mamãe.

Lia Joca





quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Estamos velhos...



Estamos velhos e renascemos, estamos envelhecendo até que o nosso filho nasça e nos mostre que se pode nascer todo dia. Melhorar para eles é como renascer. Ser pais e mães novos ou velhos, não importa. O sorriso e o olhar deles nos fazem por muitas vezes esquecer dores nas costas e problemas financeiros e remoçamos a sentar no chão com aquele bebê ou nos lambuzamos de alimentos só para seus caprichos atender. Estamos velhos o mundo nos diz, mas isso não conta. São eles, Os filhos que sabem bem fazer as contas. Sabem que ainda podemos renascer, retroceder.  E ao lado deles de mãos dadas também crescer. Estamos velhos para tantos planos, mas aquele serzinho muitas vezes não planejado que acaba de nascer é fonte de rejuvenescimento e garantia de novos planos realizados se não em nossa, mas nessa vida nova. Estamos velhos e o tempo mostra, mas aquelas mãozinhas que hoje nos tocam dão a certeza de nossa eternidade, gravados sempre nas suas memórias.

Lia Joca